Movimento pela Valorização do ECA ganha mais um apoio

A coordenadora do Programa de Atendimento Exclusivo a Crianças e Adolescentes Vitimizados pela Violência Sexual (Pró-Paz), Isabela Jatene, na manhã desta segunda-feira, 4, reuniu-se com o Defensor Público Geral, Antônio Cardoso, e convidou a Defensoria Pública do Pará a participar do Movimento pela Valorização do Estatuto da Criança e do Adolescente (Mover).
O Movimento foi lançado pelo Pró-Paz e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância, (Unicef) e é apoiado pelos seguintes órgãos públicos do Pará: Defensoria Pública, Ministério Público, Tribunal de Justiça, Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (Cedeca).
Durante a reunião, além da coordenadora do Pró-Paz, Isabela Jatene, também estiveram presentes o juiz de Abaetetuba, Deomar Barroso; a promotora de Justiça Leane Fiúza de Melo; a Presidente da Fundação da Criança e do Adolescente do Pará (Funcap), Ana Célia Cruz; e a Defensora Pública e coordenadora do Núcleo de Atendimento Especializado da Criança e do Adolescente em Exercício (Naeca), Keyla Oliveira. O Mover é um programa voltado para a efetivação do Sistema de Garantias de Direitos como forma de assegurar a prioridade absoluta e a proteção integral da criança e do adolescente.
A Defensoria Pública do Pará, que já apoia o programa Mover, agora foi convidada pela coordenadora do Pró-Paz, Isabela Jatene, a participar ativamente do Movimento. "Fico satisfeita em ver que o Naeca, que é um núcleo de extrema importância que surgiu durante o nosso governo, se expandiu e precisa ser cada vez mais fortalecido. Dessa forma, venho hoje aqui com o objetivo de convidar a Defensoria Pública do Pará a participar ativamente do Mover, através de ações articuladas pelo Movimento", destacou.
A coordenadora do Pró-Paz, Isabela Jatene, disse que o Governo do Estado tem a intenção de instalar núcleos do Pró-Paz Integrado em vários municípios do Pará. "A ideia é fazer com que o programa seja mais abrangente, e possa se fazer presente em todo Estado. Não é uma tarefa fácil, mas é um desafio para o Governo", afirmou. Para a coordenadora, é importante que haja a integração dos três poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário). "Na verdade todas essas ações fazem parte de uma grande articulação em prol da defesa e do combate à exploração de crianças e adolescentes", concluiu.
Edilena Lobo - Defensoria Pública
Texto publicado na Agência Pará

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Forum DCA realiza ação em defesa de crianças em situação de rua

Jovens são o foco de oficina sobre empreendedorismo para "Pensar Grande"

Lançamento de livro sobre violência sexual contra crianças e adolescentes na Amazônia em Belém