Escalpelamento zero nos rios do Pará

Um dos grandes desafios em acidentes tipicos nas embarcações da Amazonia tem uma noticia excelente:  houve uma diminuição expressuva no numero de acidentes de escalpelamento nos rios do estado.

Segundo informações do blog Uruatapera, de1982 até dezembro de 2014 foram registrados 409 casos de escalpelamento nos rios do Pará.

Escalpelamento é quando os cabelos das ribeirinhas enrola no eixo do motor do barco, e arranca o couro cabeludo. É um acidente de muita violencia, que chega em alguns casos a arrancar a pele do rosto da vitima, que passam por um tratamento doloroso fisica e psicologicamente.

A grande maioria das vitimas sao grande do arquipélago do Marajó e do oeste paraense. Ainda segundo o blog, em 2015 o número de ocorrências caiu para 11 casos, e em 2016 houve seis registros. Este ano nenhum caso foi registrado.

Isso é uma grande conquista!!!

Historico das ações: Desde 2008, quando foi criada a Comissão Estadual de Erradicação dos Acidentes com Escalpelamento, a Sespa promoveu, entre outras ações, a cobertura de carenagens, feita por militares da Capitania dos Portos, responsável pelas ações de segurança nos rios, procedimento que desde 2009 se tornou obrigatório por lei federal. De lá para cá, mais de 3 mil embarcações receberam proteção nos eixos dos motores. A instalação é patrocinada por empresas privadas.

Pela atuação em parceria, a Sespa ganhou o diploma "Amiga da Capitania dos Portos da Amazônia Oriental", entregue pelo comandante do IV Distrito Naval, vice-almirante Alípio Jorge da Silva.

Via blog Uruatapera

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Forum DCA realiza ação em defesa de crianças em situação de rua

Redução da maioridade penal continuará na pauta do Congresso Nacional em 2018

Orientações para profissionais de Comunicação sobre Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes